NAUFRÁGIOS DO
GERMANIA
E BRETAGNE
 
Os destroços dos vapores Germania e Bretagne apresentam-se misturados no fundo sobre um recife a 500 metros do Farol de Santo Antônio na entrada da Baía de Todos os Santos. Vários outros navios foram vítimas do mesmo traiçoeiro obstáculo.
Aparentemente os destroços do Germania orientam-se no sentido da entrada da Baía de Todos os Santos, enquanto os destroços do Bretagne estão perpendiculares ao Germania.

 

Foto do Farol da barra da posição dos naufrágios.
 
NAUFRÁGIO GERMANIA
 
Histórico
Na noite calma e sem bruma do dia 22 de setembro do ano de 1876 o vapor alemão procedente, vindo da Europa, saia da Baía de Todos os Santos depois de uma escala em Salvador. Quando o Farol de Santo Antônio (Farol da Barra) estava a cerca de 500 metros do navio, verificou-se que o sistema de leme havia partido. Devido as correntes existentes na entrada da baía o navio derivou para a esquerda e sofreu um impacto com o fundo (não é possível ver pedras). Ele ficou encalhado praticamente na mesma posição de navegação e começou a afundar devagar até que a água invade o convés, nesse ponto o navio para de afundar, pois está apoiado no fundo.
Não foi a primeira embarcação que ali se perdeu, nem seria a última. Salvaram-se facilmente tripulantes e passageiros pela proximidade da terra. Embora tenha se empregado diversos meios para soltá-lo, ao longo dos meses o casco acabou destruído pelo mar,e afundou meses depois. A carga sofreu grandes avarias, ocasionando vultoso prejuízo a empresa de seguros.
 
 

DADOS BÁSICOS

Nome do navio: Germania

Data do afundamento: 22.09.1876

LOCALIZAÇÃO

Local: Salvador

UF: BA.

País: Brasil

Posição: A 500 metros do Santo Antônio. e a pouco mais de 100 metros do costão da Barra.

Latitude:13° 00' 31" Sul

Longitude: 038° 32' 38" West

Profund.mínima: 07 metros

Profund. máxima: 11 metros
CONDIÇÕES ATUAIS:desmantelado
 
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Alemã
Ano de Fabricação: 1870
Estaleiro: Caird & Co. (Greenock - Escócia).
Armador:Bremen Gesellschaft
Comprimento:100 metros Boca:11,7 metros
Deslocamento: 2876 toneladas.
Tipo de embarcação:vapor
Material do casco: ferro Propulsão: hélice
MOTIVO DO AFUNDAMENTO: encalhe
 
Descrição
O Navio esta espalhado pelo fundo plano do costão já em adiantado estado de desmonte. Podem ser vistos partes do cavername e quilha, embora a maior parte esteja enterrada. No centro dos destroços existem duas caldeiras unidas pela parte traseira, próximo a elas estão dois cabeços de amarração. Parece tratar-se de uma embarcação pequena e parte de seus destroços podem estar misturados com o do cargueiro Bretagne.
 
Cavername e o que restou do casco do Bretagne estão apoiados sobre o cavername e casco do Germania.
Um grande número de caldeiras espalha-se pelo fundo.
 

Reforço de estiva

Cavername
 

 
NAUFRÁGIO DO BRETAGNE
 
Histórico

O navio, que seguia para Marsellha, partiu a corrente do leme ao bater nos destroços do Germania, na altura do Forte de São Marcelo quando fazia manobra, ficando a deriva, foi atirado pela correnteza nas pedras em frente ao local denominado "Paulo e Virgínia", onde afundou o Germânia. A pesar de terem sido enviados dois rebocadores até o navio eles não lograram exito na tarefa retornando ao porto. O comandante do barco, ao ver a extensão do acidente, se suicida com um tiro. O vapor ficou preso nas pedras por vários dias, havendo inclusive, tentativas de pilhagem.
A Société Générale de Transports Maritimes possuiu 3 navios com o nome de Bretagne, um deles afundado no mar negro em 1871, o segundo foi perdido na Bahia em 1903 e o terceiro vendido em 1961. Outros navios da mesma companhia como o NOrmandie e o La Spange tinham configuração semelhante, por isso determinar a identificação fotográfica desse navio não é uma tarefa fácil.

 

DADOS BÁSICOS

Nome do navio: Bretagne

Data do afundamento: 12.09.1903

LOCALIZAÇÃO

Local: Salvador

UF: BA.

País: Brasil

Posição: Baía de Todos os Santos.

Latitude:13° 00' 31" Sul

Longitude: 038° 32' 07" West

Profund.mínima: 04 metros

Profund. máxima: 12 metros
CONDIÇÕES ATUAIS: desmantelado
MOTIVO DO AFUNDAMENTO: encalhe
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Francesa
Ano de Fabricação: 1876
Estaleiro: (La Seyne, Toulon - França).
Armador: Société Générale de Transports Maritimes (SGTM).
Comprimento: 87,95 metros Boca: 11,9 metros
Deslocamento: 2200 toneladas.
Tipo de embarcação: paquete
Material do casco: aço Propulsão: vapor

Carga:10.000 sacas de café.

 

Navio Bretagne encalhado e já partido sobre o banco na entrada da baía de Todos os Santos
 

Durante alguns anos essa foto foi identificada erradamente como sendo do Germania, mas agora com o auxílio do Instrutor André Lima de Salvador.

Que de posse de uma nova foto do navio Bretagne identificou os destroços ao lado como sendo do vapor da Société Générale de Transports Maritimes.

 
Descrição
Os destroços deste grande vapor estão bem comprometidos. Podem ser vistos dois conjuntos de destroços a partir das caldeiras, esses dois destroços estão posicionados um perpendicularmente ao outro, podendo ser parte do cargueiro Germania, Cap Frio ou mesmo Maraldi, afundados entre 100 e 300 metros destes destroços. Existem oito caldeiras espalhadas por uma área de não mais do que 20 metros, três delas, estão alinhadas e duas totalmente destruidas.
Seguindo-se a linha de cavername atinge-se a proa onde podem ser vistas duas estivas, o reforço de proa e duas grandes âncoras do tipo almirantado, além de dois cabeços de amarração. Em direção a popa, podemos ver grandes cavernames e parte do encanamento de vapor que seguia, entre o cavername, para a popa. Alguns cabeços e adriças também são visíveis nesta região.
 
 
 

Base de sustentação de mastro

Cavername