NAUFRÁGIO MORÉIA
 
Histórico:

O Moréia foi o primeiro naufrágio induzido, para prática de mergulho no Brasil. Foi afundado propositadamente por um operador de mergulho da região de Santos para servir de ponto de mergulho na Laje de Santos, SP.
Após 6 horas de lento reboque por um trawller o naufrágio conhecido como Moréia foi afundado no domingo de Páscoa de 1992.
O barco estava abandonado, jogado em um mangue e não se conhecia seu nome. O nome Moréia foi dado pelo responsável pelo afundamento.
Segundo informações locais diversas ressacas mudaram sucessivamente o naufrágio de posição no fundo, acabando por acelerar sua destruição.

Posição do Moréia: junto ao costão, do lado conhecido como cabeça da baleia da Laje de Santos.

 
 

Laje de Santos, águas claras e muita vida.
 

Diversos casais de frades passeiam pelos destroços.

máquinasâncorascaldeirasguinchos    

DADOS BÁSICOS

Nome do naufrágio: Moréia

Nome da embarcação: ??

Data do afundamento: 19.04.1992

LOCALIZAÇÃO

Local: Laje de Santos

UF: SP.

País: Brasil

Latitude: 24° 19' 55" Sul

Longitude: 046° 10' 30" West

Profund.mínima: 18 metros

Profund. máxima: 24 metros
CONDIÇÕES ATUAIS: semi-inteiro
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Brasileira
Comprimento: 22 metros
Tipo de embarcação: Traineira
Material do casco: ferroPropulsão: motor diesel
Carga: vazia
 

 
Descrição:
O pesqueiro está adernado para boreste, paralelo e junto ao costão. Na ponta da proa pode ser visto o suporte da âncora e uma abertura em cada bordo para a passagem dos cabos de atracação. Acerca de dois metros da proa está a primeira estiva de porão, que se liga ao porão de proa, ainda inteiro e totalmente vazio.
 

 
No centro esta a casaria: a parte de boreste se deitou sobre o bordo e existe uma grande abertura que liga-se ao interior do que sobrou da casaria.
Existe uma pequena passagem da cabine de comando para o compartimento de proa.
Atrás da casaria existe parte de um gradil, que se repete em cada um dos bordos. Entre esse gradil está a segunda entrada de porão (porão de popa), que também pode ser acessado por um grande rombo na lateral do convés de boreste.
Na popa, encontra-se apenas a murada amassada e uma pequena abertura para o compartimento de popa.
 

A proa se projeta da areia, ainda resta o
aparelho de suporte da âncora.
 

Ainda na proa, podem ser vistas as aberturas
para fixação das amarras
.
 
 

O Casario desabou estando caido sobre o
costado de boreste.
 

A popa amassada parece ter sofrido os danos
do processo de afundamento
 

 
Agradecimentos
 

Agradecimentos a equipe
da Captain Dive pela realização dos mergulhos.

Agradecimentos a equipe
da Nautilus pelo apoio durante os mergulhos.
 

 

Casario bastante comprometido e de penetração arriscada. Porão também  muito comprometido sistema de erguimento da âncora Vaso sanitário