NAUFRÁGIO CASTOR
 
Histórico:A história deste cargueiro que encalhou no banco de areia, junto a Porto Seguro, foi descoberta a pouco tempo e em breve estará presente no Site. É interessante notar, de de alguns anos para cá, ele têm sido chamado na região de "Castor de Andrade", não sabemos ao certo por que razão, porém podemos garantir que o nome do navio é apenas Castor.
O fato ilustra bem a importância do levantamento histórico de nossos naufrágios, pois como já ocorreu com outros navios como o Rosalina (Rosalinda), a medida que o tempo passa o popular modifica inclusive o nome da embarcação.
 

O Castor dois anos após o naufrágio, os mastros de proa e a chaminé ainda eram visíveis na superfície.
  
Descrição:
O navio encontra-se assentado no fundo perpendicularmente aos recifes e partido à frente do casario. Parte da proa esta adernada sobre bombordo apenas com um dos mastros aflorando a superfície. Existiam duas âncoras e suas correntes sobre os recifes, mas foram retiradas juntamente com uma das correntes. Nos porões ainda existente parte da carga de canos de aço.
As correntes no local e a água, freqüentemente turva, dificultam o mergulho, que é mais favorável no verão.

 

DADOS BÁSICOS

Nome do navio: Castor

Data do afundamento: 1984

LOCALIZAÇÃO

Local: Cabrália

UF: BA.

País: Brasil

Posição: Recifes da Coroa Vermelha (Baixios).

Latitude: 16░ 29" Sul.

Longitude: 038░ 59' West.

Profund. mínima: 0 metros

Profund. máxima: 15 metros
CONDIÇÕES ATUAIS: inteiro
MOTIVO DO AFUNDAMENTO: encalhe
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Brasileira Armador: Empresa São Geraldo Mini-Tour Cargas Ltda.
Compr.: 79,11 metros
Deslocamento: 3,000 toneladas.
Tipo de embarcação: cargueiro
Material do casco: açoPropulsão: Motor Diesel
 
 
 
 

 
Hélice apoiado a 15 metros
Lateral do casario
Mastros ainda fora d'água
 
Fotos e colaboração : Eduardo Macedo - Scuba Du Mergulho e Aventura - Brasília DF.