NAUFRÁGIO SÃO JANECO
 
Histórico
Segundo o Anais Hidrográficos da Marinha do Braasil, era um veleiro que naufragou em 1929 devido a forte cerração e mal tempo, que não permitiu que o costão da Ilha de São Sebastião (Ilhabela) fosse visualizado.
Segundo o documento, o naufrágio ocorreu na mesma noite do Terezina, que está registrado como naufragado em 1920, porém a data correta do Therezina é 02.02.1919.
 
 
Posição do São Janeco
 

DADOS BÁSICOS

Nome do navio: São Janeco

Data do afundamento: 03.02.1929

LOCALIZAÇÃO

Local: Ilhabela

UF: SP.

País:Brasil

Posição: Noroeste da Ponta dos Borrifos.

Latitude: 23░ 54.77' Sul

Longitude: 045░ 27.77' West

MOTIVO DO AFUNDAMENTO: mau tempo

CONDIÇÕES ATUAIS: desmantelado
DADOS TÉCNICOS
Nacionalidade: Inglesa
Comprimento 80 metrosBoca 7,8 metros
Tipo de embarcação: Cargueiro misto
Material do casco: ferro e madeiraPropulsão: vela e vapor
 

 

Descrição
O navio encontra-se bastante desmontado, só existindo segmento dos destroços de meia-nau até a popa. Os destroços extenden-se do fundo de areia a 15 metros, até a cerca de 6 metros, junto ao costão.
No fundo está a popa ainda mantendo sua estrutura inteira tombada para boreste. A hélice apresenta duas pás expostas e a terceira enterrada. Caídos no fundo ao lado do hélice e separados da estrutura do navio estão o leme e o volante do leme.
Da popa podemos seguir pelo longo eixo até as máquinas a vapor a cerca de 6 metros. Todas as flanges de união ainda mostram continuidade.
Dos dois lados do eixo estão cavernames e outras peças auxiliares como: diversos mancais, um guincho e uma câmara de condensação.

 
  
Parte das máquinas do São Janeco
 

 
 
Junto ao costão a cerca de 6 metros está o que sobrou das máquinas a vapor e parte do girabrequim. Um grande cilindro corroído, sua tampa e o piston interno.
Toda a proa do navio parece ter sido removida ou ficou totalmente destruída pelo embate do mar, não foram localizadas as suas partes.
 

Agradecimentos


Operação: Colonial Diver

 


Organização: Carlos Bruno e Daniel Degan