Cap Trafalgar

Naufrágio: 13.09.1914Localização: Ao largo da Ilha de Trindade. Latitude: 20║ 29' S.
Longitude: 29║ 18' W.
Ato de Guerra: Lançado em Hamburgo em 1913. Após 5 meses de serviço entre a Alemanha e a América do Sul, o Cap Trafalgar foi reaparelhado, recebendo, na altura da Ilha de Trinidad (Caribe), armas (dois canhões de 10mm. e seis pesadas metralhadoras) e tripulação militar da canhoneira Eber, tornando-se um Cruzador Auxiliar.
Recebeu mais armamento e ordens em Buenos Aires seguindo viagem através da Baia Blanca, juntamente com o Gunboat Ëber" (afundou em Salvador). Para tentar esconder sua identidade, o capitão do Cap Trafalgar removeu a terceira chaminé do navio.
Em 13 de setembro o navio foi interrompido no processo de reabastecimento na costa da Ilha Trindade, pelo cruzador mercante armado britânico "Carmania". Após pequena perseguição, os dois navios entram em combate e inicialmente a uma distância de 4 milhas, a artilharia do navio britânico foi mais efetiva causando muitos estragos ao casco do Cap Trafalgar.
 
Dados Técnicos
Estaleiro: Vulkan, (Hamburgo - Alemanha).
Ano de Fabricação: 1914
Nacionalidade: Alemã
Tipo de Navio: Paquete a vapor
Medidas: 186,8 X 21,9 X 12,6 metros - 18.710 Toneladas
Material do casco: aço
Com a distância dos dois navios encurtando, o Carmania também começou a sofrer danos.
Após quase duas horas de intensa ação, o Cap Trafalgar estava avariado de ponta a ponta enquanto o Carmania, atingido nada menos que 79 vezes, tinha sua proa em chamas e seu sistema de navegação e comunicação avariado.
Seu principal duto de água foi estourado tornando impossível o uso da artilharia, então o Carmania teve que ser escoltado pelo cruzador HMS Cornawl.
O Cap. Trafalgar emborcou de lado e quando, o navio atingiu 30º de inclinação o comandante deu ordens de abandonar o navio, ele afundou pela proa.
Seus sobreviventes foram recolhidos pelo vapor Eleonore Woermann. No total 25 homens perderam sua vida na batalha: 16 alemães, incluindo o capitão Wirth e nove britânicos. Sobreviveram 279 tripulantes do Cap Trafalgar.
Agressor: Mercante Carmania, armado como Cruzador (inglês). 

Eber

Naufrágio: 10.10.1917Localização: Salvador. Latitude: 12║ 54' N
Longitude: 038║ 29' W
Ato de Guerra: A canhoneira, lançada ao mar em 1903, dispunha de dois canhões de 10,5 cm, quatro de 88mm. e mais seis canhões de tiro rápido de pequeno calibre.
Em 1914 a canhoneira transferiu armamentos para o mercante Cap Trafalgar (afundado próximo a Ilha de Trindade), completada a operação, desarmada e com uma guarnição de apenas trinta homens alguns civís do Cap Tralfagar. A Eber buscou refúgio na Baía de todos os Santos - Salvador, BA, por onde permaneceu por quase 3 anos.
No dia 26 de outubro de 1917, devido ao torpedeamento do navio brasileiro Macau, o Brasil, declarou oficialmente guerra à Alemanha. O navio já encontrava-se internado no porto nacional a muito tempo e estava sendo vigiado por vasos de guerra da Marinha do Brasil.
Por isso, os marujos alemães tomaram providências para evitar a invasão ao navio, espalhando combustível sobre o convés, além de retirarem objetos de valor do interior da embarcação. Esse material foi transportado pelo secretário do consulado Sr. Nicolau Beckrath.
No mesmo dia da declaração de guerra, o Capitão dos Portos, enviou 21 praças, para evitar que houvesse fugas durante a ocupação. Com a chegada dessa tropa os tripulantes da canhoneira Eber provocaram inicialmente um incêndio a bordo, e posteriormente abriram as válvulas de porão, colocando o navio a pique em 40 minutos
 
Dados Técnicos
Estaleiro: A.G. Vulcan Stettin. (Alemanhã).
Ano de Fabricação: 1903
Nacionalidade: Alemã
Tipo de Navio: Canhõneira
Propulsão: hélice
Medidas: 64,0 X 6,9 X 3,6 m - 1.350 Toneladas
Material do casco: aço
.Com essa manobra impediram a Marinha Brasileira tomasse posse da embarcação, pois apenas os mastros e parte do costado permaneceram fora da água. Os tripulantes fugiram em botes, porém foram capturados e conduzidos até Salvador.
Agressor: Afundado pela própria tripulação.

Guadalupe

Naufrágio: 09.03.1915Localização: Cabo de São Roque - Rio Grande do Norte. Latitude: 05║ 10' S.
Longitude: 035║ 25' W.
Ato de Guerra: O Guadaloupe operava em serviço da França para as Índias Ocidentais e Venezuela com seu navio irmão Perou. Enquanto viajava para Boudeaux vindo de Buenos Aires e Rio de Janeiro, em 22 de fevereiro de 1915, o Guadaloupe foi capturado pelo cruzador auxiliar alemão Kronprinz Wilhelm.
A interceptação aconteceu cerca de 300 milhas sudeste de Fernando de Noronha.
O cruzador reteve o Guadaloupe por 2 semanas, consumindo suas provisões eventualmente afundando-o no dia 9 de março. Seus ocupantes, incluindo 143 passageiros foram transferidos para o navio britânico Chasehill, que também fora capturado e mandado para pernambuco, onde chegaram no dia 12 de março.
 
Dados Técnicos
Estaleiro: Chantiers de L'Atlantique, (St. Nazaire).
Ano de Fabricação: 1906
Nacionalidade: Francesa
Tipo de Navio: cargueiro
Propulsão: vapor
Medidas: 132 X 15,9 m - Toneladas
Material do casco: aço
Agressor: Cruzador Auxiliar Kronprinz Wilhelm (Alemão)

Highland Hope

Naufrágio: 14./09.1914Localização: Cabo de São Roque - Rio Grande do Norte. Latitude: 01║ 03' S.
Longitude: 031║ 45' W.
Ato de Guerra: Navegava de Liverpool para Buenos Aires, quando no dia 14 de setembro de 1914 o mercante Highland Hope foi capturado pelo navio Karlsruhe próximo do Cabo São Roque. Após remover sua tripulação, cargas e outras itens úteis o navio foi afundado.
 
Dados Técnicos
Estaleiro: Russel, Port, (Glasgow - Inglaterra).
Ano de Fabricação: 1903
Nacionalidade: Inglesa
Tipo de Navio: cargueiro
Propulsão: hélice
Medidas: 117,0 X 15,5 m - 5150 - Toneladas
Material do casco: aço
Agressor: Cruzador Mercante Karlsruhe (Alemão).

Santa Catharina - história completa

Naufrágio: 16.08.1914Localização: 4 milhas a Sudoeste da Ilha de Santa Bárbara.Latitude:18║ 02' S.
Longitude: 038║ 43' W.
Ato de Guerra: Lançado em 19.01.1907 em Geestemünde para a Hamburg Sud. Em 14.08.1914 foi capturado pelo cruzador inglês H.M.S. Glasgow durante uma viagem de Nova York para Santos, ao largo dos Abrolhos. Houve um violento incêncio nos galpões, que não pode ser controlado, com isso foi provocado o afundamento do navio.

 
Dados Técnicos
Estaleiro: J. C. Tecklenborg A. G.
Ano de Fabricação: 1907
Nacionalidade: Alemão
Tipo de Navio: Cargueiro
Propulsão: vapor
Medidas: 106,7 X 14,4 X 7,13 metros - 4.247 Toneladas
Material do casco: aço
Os dados deste navio não puderam ser comprovados pela pesquisa nos jornais de época, indicando que a data do naufrágio pode estar errada.
Agressor: cruzador H.M.S. Glasgow (inglês)

Van Dike

Naufrágio: 27/10/1914Localização: Na foz do rio Amazonas, próximo a Ilha de Maraca - Amapá.
Latitude:03║ S
Longitude: 050║ W
Dados Técnicos
Estaleiro: Workman Clark & Co., (Belfast - Irlanda do Norte).
Ano de Fabricação: 1911
Nacionalidade: Inglesa
Tipo de Navio: Hélice
Medidas: 155 X 18,3 m - 10.328 Toneladas
Material do casco: aço
Ato de Guerra: No dia 26 de outubro o Vandyck foi interceptado, após rápida perseguição, pelo navio alemão Karisruhe.
Seus ocupantes, incluindo 200 passageiros , foram transferidos para o Asuncion, que tinha sido capturado algum tempo antes e navegaram em direção ao Pará (Belém) chegando lá a 1º de novembro.
A carga foi roubada e o navio foi afundado com cargas explosivas.
Agressor: Karisruhe (Alemão).