Balclutha
Fisherman's wharf Ship Memorial - San Francisco
 
 

Fisherman's wharf Ship Memorial

No centro turístico de San Francisco - 2905 Hyde St, está o San Francisco Maritime National Historical Park. No píer existem cinco navios históricos preservados e abertos a visitação, além de peças como rodas de propulsão, guinchos e máquinas a vapor. No ouro lado da rua está o San Francisco Maritime National Historical, onde vários dados históricos de navegação na região e sobre os naufrágios estão disponíveis. A entrada para o píer é gratuita, mas o acesso aos navios custa cerca de U$ 10,00.
Os cinco navios são: Veleiros Balclutha e C.A Thayer, o rebocador Hercules, o Vapor de Rodas Epplenton Hall e a barca Eureka.

Veleiro Balclutha

Esse belo veleiro de casco de aço, armado como um cliper, está muito bem conservado. É uma excelente fonte de conhecimento para as estruturas e peças dos veleiros do século XIX, o navio está totalmente restaurado e a maior parte das peças originais estão preservadas.
Ele representa as centenas de cargueiros a vela construídos na Inglaterra e Europa no início do ano 1860.
Durante 30 anos navegou sob bandeira inglesa, o Balclutha navegou entre a Inglaterra e a Califórnia com carvão e carga geral, retornando a Europa com grãos.
Entre 1903 e 1930 realizou viagens entre San Francisco e o Alaska, quando foi rebatizado como Star of Alaska, navegando para a Alaskas Packers Association transportando homens e suprimentos para o Alaska e retornando com carga de salmão.

 
 
 
O casco afilado, grande número de mastros e velas permitia ao s cliperes atingiram grande velocidade
A popa em leque e as marcas de desgaste do faço do casco
 
DADOS TÉCNICOS
Tipo de embarcação: Veleiro cliper
Outros nomes: Star of Alaska - Alaskas Packers Association
Nacionalidade: inglesa
Construção: 1886 Estaleiro: Charles Connel & Co. Glasgow Scothand
Material do casco: aço Comprimento: 76,8 metros Boca: 11,4 metros
Deslocamento: 1689 toneladas Propulsão: três mastros de velas
Tripulação: 30 homens
 

No convés de proa todas as peças importantes como mastro de proa (gurupés), âncoras, correntes, escovém, guinchos e cabeços de amarração
estão devidamente posicionadas e em ótimo estado.
 

Convés de proa montado com as peças acondicionadas
em posição de navegação.
Os cabeços de amarração então por todo
o convés do Balclutha
As âncoras almirantado estão acondicionadas
como em condição de navegação e
os turcos (em amarelo) que permitiam sua
colocação na água estão deitados sobre o convés
 
O guincho de cabrestante, no centro da proa ainda
apresenta as travas na parte de baixo
Logo atrás do guincho estão as traves que eram utilizadas para que os marinheiros girassem o guincho
Uma das várias bitáculas
de bússola do navio (centro da embarcação)
 
Um guincho de corrente a vapor está localizado no
compartimento sob o convés de proa
Primeiro mastro, ao fundo o castelo de proa, com a entrada
dos compartimentos do guincho da corrente
Bomba d'água manual do navio
 
Estiva de acesso ao primeiro porão
Turcos e escaleres na popa

 

Vista para a proa do amplo convés que
apresenta dois casarios no meio da embarcação

Vista do convés para a popa,
mostrando o segundo casario e os mastros

Muitas vigias ainda estão preservadas
 

 
Muitos navios históricos restaurados apresentam partes de convés e maquinários preservados, mas poucos mostram como era a vida a bordo. No Balclutha toda a primeira coberta e primeiro porão
estão restaurados e com a representação das acomodações do capitão, oficiais e marinheiros. Os porões com a acomodação da carga também está bem apresentado, permitindo
identificar como os vários componentes da carga desse navio era organizados para o transporte.
 
Primeira coberta com acesso ao convés
Na popa estão as acomodações do capitão, que costumava
viajar com a família
O contraste entre as acomodações do capitão e as minúsculas e desconfortáveis acomodações da tripulação, chama a atenção
 
Muito da carga, como porcelanas e cimento era transportada em barris
O principal transporte com o Alaska era de salmão
Cargas variadas de grãos estão representadas por pilhas de sacas
 

 
No Brasil

Como foram navios muito importante no transporte de carga durante todo o século XIX e início do século XX diversos desses veleiros acabaram afundando nas águas do Brasil, alguns dos exemplos típicos que encontramos são o Black Adder e o Galeão de Serrambi, no entanto, a maioria das peças sofreu pouca alteração com o tempo e navios mistos de vapor e velas como o Buenos Aires e Guadiana são muito semelhantes em sua estrutura geral.
 


VISITAÇÃO
San Francisco Maritime National Historical Park:
2905 Hyde St,
Fisherman's wharf
San Francisco, CA 94109, EUA

Aberto das 9:00 as 18:00 horas


 

 

 
Consulte nosso guia de estruturas de vapores e conheça mais sobre sua construção e características, caso deseje identificar as peças pelo visual utilize o esquema na página de Navios à vapor.
 


Navios a Vapor