Kensho Maru

Chuuk Lagoon

Micronésia - janeiro de 2017
 

Naufrágios de Chuuk Lagoon

Amagisan Maru, Betty Bomber G4M1, Fujikawa Maru , Fumitzuki Destroyer, Heain Maru, Hoki Maru, I - 169 Submarino ,
Kiyosumi Maru, Nippo Maru, Rio de Janeiro Maru, San Francisco Maru, Sankisan Maru, Shinkoku Maru, Yamagiri Maru

Outros naufrágios de Chuuk Lagoon

 
Histórico
O Kensho Maru (segundo alguns autores o nome seria “Kansho Maru” mas esta é uma tradução incorreta dos caracteres do kanji). A palavra Maru significa navio mercante.
Era um navio misto de carga e passageiros com casario central e 5 porões construído em 1938 pelos estaleiros
Tama Zosen Shipbuilting de Tamano ao sul de Okayama, para a armadora Inui Kisen K.K. em Kobe, no Japão.
Quando começam os conflitos com o Japão na segunda guerra, a marinha japonesa requisita o navio, que foi colocado como transporte de suprimentos militares entre o as ilhas japonesas e suas possessões no Pacífico.
Posteriormente, foi equipado com um canhão de proa de 120 mm e utilizado também para transporte os feridos e apoio médico.
Em dezembro de 1944 o Kensho Maru estava no Atol de Kwajalein (Ilhas Marshall) entregando suprimentos, quando foi atacado por bombardeiros pesados. Atingido, sofreu forte incêndio, que obrigou o capitão a encalhar o navio enquanto o fogo era apagado. Com danos no motor, o Kensho foi rebocado para Chuuk lagoon pelo Momokawa Maru, que também seria afundado em Chuuk durante a operação Hainstone.


Dimensões: 117,2 x 16 X 9,2 metros
Tonelagem bruta: 4.862 toneladas
Construção: 1938, Tama Zosen Shipbuilting, Tamano
Tipo: misto de carga e passageiros
Motor: 1 diesel 6 cilindros, 642 n.h.p., 1 hélices, 15 nós
Armamento: canhão de proa
 
 

O Ataque
No dia 17 de fevereiro o Kensho Maru quando o ataque americano começou, ele estava no ancoradouro de reparos ao norte da Ilha de Fefan e a oeste das Ilhas Dublon, junto ao navio oficina Akashi. Os dois navios foram atacados por aviões do USS Yorktown, pouco depois, aviões do USS Essex atingiram o meio do navio com uma bomba 1.000 libras, deixando-a em chamas. No dia seguinte, aviões da USS Enterprise, USS Monterey e USS Bunker Hill voltaram a atingir o navio. Um torpedo de um avião TBF Avenger do USS Bunker Hill atingiu o cargueiro, causando fortes danos que somados aos ataques anteriores causaram seu afundamento.
Não existem fotos do Kensho Maru afundando, mas interceptações da inteligência americana em março de 1944 davam conta da perda do cargueiro no ataque do dia 17 e 18 de fevereiro.

 
Canhão de 120 mm no proa
Sala de máquinas imperdível
 
Mapas segundo Daniel E. Bailey - World War II Wrecks of Truk Lagoon,
2000 North Valley Diver Publication
 

 

Mergulho - Profundidade: de 18 a 32 metros

O Kensho Maru é um dos navios mais bem conservados da laguna de Chuuk. Ele está na posição vertical apoiado na quilha, ligeiramente adernado para bombordo, com a popa mais rasa do que a proa.
Na proa, duas correntes de âncoras se estendem de cada bordo a partir do guincho, na plataforma está o canhão de 120 mm, ainda apontando para cima.
Seu convés se estende de 24 metros na proa a 18 metros na popa e o fundo segue de 32 metros a 27 metros. Sua superestrutura está a 18 metros com muitos artefatos, a sala de comando bem preservada, apresenta dois andares no superior está o telégrafo de máquinas de comando e no inferior ainda existe boa parte do sistema de rádio.
Logo a frente da sala de comando está o grande rombo causado pelo torpedo. Os mastros se aproximam da superfície, o de proa permanece a 9 metros e o de popa a apenas 6 metros.
A popa está bastante destruída, mas ainda podem ser vistos o grande hélice e leme.
Muitos artefatos na superestrutura. A sala de máquinas, uma das melhores de Chuuk, é facilmente acessível pelas gaiutas atrás da chaminé e muito interessante, acima das máquinas um salão amplo, sem obstruções e com pouco sedimento. Uma penetração que pode ser feita em vários níveis de acordo com a experiência do mergulhador.
No porão nº 4 estão bombas d'água de salvamento.

Kensho Maru
Medidas - 117,2 metros / 4.862 toneladas
Construção: 1938

Afundamento - 18.02.1944

 

 

Croqui do Capt. Lance Higgs S.S. Thorfinn - modificado
 
Com o acesso fácil pelas gaiutas atrás da chaminé o primeiro nível da sala de máquinas apresenta compressores e tanqus de lubrificantes
     
O segundo nível, com acesso pela escada na lateral da sala de máquinas, já apresenta muito sedimento. O compressor de ar é famoso em Chuuk e chamado de "R2D2".
 
Faça seu Curso de Mergulho em Naufrágio com quem se dedica a atividade

Treine seus olhos e aproveite melhor seus mergulhos


Instrutor: Maurício Carvalho - 30 anos de experiência - Especialidade levada a sério!
Por todo convés existem peças retiradas do interior dos destroços
Na sala de comando o telégrafo de máquinas de controle e no andar de baixo estão os rádios de comunicação
 
Convés com grande quantidade de vida
O grande rombo de bomba no espelho de popa
Leme e hélice estão estão presos ao fundo de corais
 
Por todo convés pode ser encontrada uma grande variação de gorgônias, corais e anêmonas, com formatos e cores diferentes
 

 

Volta a página de Chuuk Lagoon

Living aboard Odyssey
 
s